Curso Certo

Guia de Profissões Sistemas de Informação

Voltar   Imprimir

Sobre a profissão

O profissional de sistemas de informação elabora projetos que permitam a administração do fluxo de informações geradas, acessadas ou distribuídas por redes de computador dentro das empresas ou organizações ou pela rede mundial de computadores, a Internet.

Ele planeja e organiza o processamento, armazenamento e recuperação de dados, disponibilizando essas informações para os usuários da rede. Cria, adapta e implementa softwares que facilitam as consultas e que administram a inserção de novos dados.

Cabe a esse especialista analisar os riscos da rede e dos sites, elaborar sistemas de transmissão de dados seguros e certificados de segurança. Também pode trabalhar para sistemas na Internet, controlando banco de dados, criando páginas de administração de informações, elaborando sistemas de indexação de arquivos e regulando a navegação dos internautas.
Empresas de todos os ramos de atividade precisam desse profissional, tanto para organização do enorme volume de informações que se geram todos os dias com produção produtos e na comercialização de bens e serviços, como no relacionamento com clientes, criando sistemas informatizados de fornecimento de dados ou ainda na comunicação interna dos funcionários.

Existem vários cursos relacionados à Tecnologia da Informação, desde os já conhecidos cursos de processamento de dados, até os mais modernos com ênfase em desenvolvimento de sistemas ou em segurança de rede.

Tipos de Curso

a) Nível Superior – Bacharelado: Duração média de 4 anos. A grade curricular é basicamente formada por disciplinas da área de exatas e informática como matemática aplicada, linguagem de programação, sistemas de informação, banco de dados, redes de computador e inteligência artificial. Existem curso com ênfases diferenciadas ou então com nomes genéricos como Computação, Informática, Processamento de dados, Análises de Sistema ou Ciências da Computação. É importante que o aluno avalie com cuidado a habilitação que está escolhendo, ponderando sobre o currículo de cada escola. Em alguns casos aparecem como uma habilitação de outro curso, como administração ou informática. O estágio é obrigatório.

b) Nível Superior – Tecnológico: Duração média de 2 a 3 anos. Existem diversos cursos de graduação tecnológica que preparam o aluno para o trabalho com os sistemas de informação. Alguns deles têm uma ênfase específica como Segurança de Rede, Informática para o Agronegócio, Desenvolvimento de software, Gestão de Negócios Eletrônicos, Suporte de Microinformática. As disciplinas básicas comuns a todos eles são informática, banco de dados, matemática aplicada e sistemas de rede. As disciplinas específicas variam de acordo com a habilitação proposta.

c) Nível Médio – Curso técnico: Duração média variável. Existem diversos cursos técnicos que formam profissionais aptos para vários tipos de trabalhos com sistemas de informação, como Especialização Técnica em Segurança da Informação, Técnico em Informática, Suporte e Administração de Redes, Desenvolvimento de Sistemas e Desenvolvimento de Web Sites. As disciplinas variam conforme a ênfase dada pelo curso.

d) Curso Livre: Diversos cursos livres são oferecidos para a área se Sistemas de Informação. Esses cursos são importantes tanto para o profissional já formado, que precisa estar sempre atualizado sobre as novas tecnologias envolvidas na sua profissão, como para principiantes que querem iniciar uma atividade com pouco investimento de tempo. Podem ser em Banco de Dados, Novos Softwares de Gerenciamento, Sistemas e Redes, Software Livre.

Mercado de Trabalho

Em outubro de 2005, os internautas brasileiros bateram o recorde mundial de horas navegadas, ultrapassando norte-americanos e japoneses. Foram mais de 18 horas no mês plugados na rede.

São mais de 30 milhões de pessoas que moram, trabalham ou estudam em lugares com acesso à Internet. Com todas essas pessoas conectadas e com tantas horas de navegação, as transações na rede se multiplicaram. Segundo pesquisas divulgadas pelo Comitê Gestor de Internet no Brasil, 98,8% das empresas com mais de dez funcionários utilizam computador para transações bancárias, pagamentos ou vendas pela Internet.

Além das transações pela rede mundial de computadores, as redes internas também cresceram muito. Empresas de todos os portes já utilizam a tecnologia. E todo esse fluxo de informações precisa ser gerenciado, organizado, arquivado e protegido.

Atualmente, das várias áreas de atuação em Sistemas de Informação, o profissional especializado em segurança é o mais procurado. Isso porque existe um grande interesse em aumentar a comercialização de produtos e serviços pela Internet e, quanto maior o volume das negociações, mais atrativo para os ladrões virtuais e mais profissionais competentes em segurança de redes e informações são necessários.

O problema da segurança dos dados transmitidos em rede é tão sério que o Governo também entrou nessa briga. O Instituto Nacional de Tecnologia da Informação lançou a Infra-Estrutura de Chaves Públicas Brasileira. Um sistema federal de criptografia de informações. O sistema tornou mais profissional e confiável as transações financeiras entre as empresas associadas.

Ofertas de Emprego

Existem vagas para profissionais da área de sistemas de informação por todo o território nacional. As cidades de maior porte e de maior movimentação financeira concentram os melhores postos de trabalho, porque têm mais empresas, mas cidades de médio porte também ofertam vagas de emprego.

O Profissional pode trabalhar em diversas funções como, por exemplo, administrador de redes, técnico de manutenção de redes, gerenciador de banco de dados, com o desenvolvimento de softwares de gestão de informações, no suporte técnico para empresas, como webmaster ou ainda no comércio de equipamentos e periféricos, dependendo de sua formação e experiência profissional.

As empresas que mais contratam são bancos, indústrias, seguradoras, editoras e empresas de consultoria em informática. O trabalho autônomo também é uma alternativa para os profissionais, na manutenção de redes e equipamentos para empresas e particulares.

Faixa Salarial

Varia conforme a formação do profissional e o cargo ocupado, para os formados em nível superior o salário médio inicial é de R$ 2000,00; os tecnólogos têm um salário médio inicial de R$ 1500,00; para os técnicos o salário médio inicial é de R$ 1000,00.

De acordo com a pesquisa de salários do instituto DATAFOLHA, em 2006, os profissionais recém formados, com graduação superior, contratados na região metropolitana de São Paulo como analistas de sistemas, tiveram um rendimento mínimo mensal de R$ 1432,00. O máximo encontrado foi de R$ 5151,00, ficando na média de R$ 3345,00.

Testemunhal do Aluno

"Acabei de passar em sistema de informação – na UNINORTE - AC!!! Faço o curso porque acho muito louco!!! E sou doido por PC!!!"

Hernani – Comunidade Eu Faço Sistemas de Informação – Orkut


Voltar   Imprimir

Copyright Guia Nacional de Cursos - todos os direitos reservados - 2007

by vm2